“Nessa vida já sofri demais, chorei demais, apanhei demais, fui otária demais. Porra! Tá na hora dessa minha vida ter uma mudança. Quero chorar só por causa do filme que teve um final feliz ou por algo alegre que me emocionou. Sofrer só por algo importante e não pelo cara que eu amei e ele não me correspondeu. Quero viver! Viver alegre, viver amando, viver sorrindo. Quero dançar mais, beber mais, enlouquecer mais, divertir mais. Ter novos amigos, novos lugares pra ir, novos costumes. Tudo novo nessa nova fase que está por vir. Novos amores… Amores que realmente façam-me feliz. Quero sair e não ter hora pra voltar. Quero beber e fazer as típicas loucuras de bêbados. Quero fazer loucuras sem ter medo das consequências. Quero amar e ser correspondida. Quero comer Mc Donald’s sem me preocupar se vou engordar. Quero ter meu próprio estilo e dizer foda-se para sociedade que só sabe criticar. Quero ver o pôr-do-sol na praia, quero aprender a surfar, quero poder viver perto do mar. Quero tomar banho de chuva e deixar a chuva lavar a minha alma. Quero paz dentro de mim. Quero viajar mais, conhecer mais, aprender mais. Quero recompensar todo esse tempo perdido. Quero ser feliz!”
Home Ask Twitter Instagram Tchau
Quero morar contigo,
Pra ver teu riso,
De domingo a domingo.

Autor Desconhecido.   (via felicidadeadois)

Você amadurece quando todos estão falando mal de você pelas costas e você simplesmente ignora, porque entende que a opinião dos outros é um problema deles e não seu.
Pare com essa mania ridícula de achar que ele vai mudar, quem deve mudar é você e procurar alguém que realmente te mereça.
O que eu gosto é desse seu jeito que não me deixa saber o que esperar de você. Da promessa que você não faz e nem precisa fazer. O que eu gosto é desse silencio pra falar de amor, sentimento que você demonstra todo dia. Da sua voz rouca, seu jeito insubmisso e sua maneira de me olhar. O que eu gosto é de medir nossas mãos e sempre rirmos por minha mão ser tão menor que a sua. De te abraçar e querer que o tempo passe devagar. De ver essa sua vontade de estar por perto, mesmo que só pra implicar com meu time e me irritar. Eu gosto é dessa despedida com certeza da sua volta. Desse seu jeito de não saber se cuidar e ainda assim querer cuidar dos que estão ao seu redor. Quando demonstra felicidade por estar comigo, quando me mostra seu lado medroso, esse que ainda tem umas feridas do passado. Quando tenta ser forte por mim, pra me ajudar a olhar pra dor e sorrir. Me faz bem. Depois de chorar por tantas promessas vazias, eu vi em você a beleza da certeza sem palavras. Essa que não precisa de um monte de orações hiperbólicas ou adjetivos bonitos. Eu gosto. É simples. Gosto. Verbo transitivo. O complemento é você.

A menina e o violão.   (via sou-guerra)

Você pode conhecer vinte caras bonitos e que te entendem muito bem, dez caras legais que cuidam de você como se fosse um diamante precioso, uns outros tantos inteligentes, atraentes, bacanas e engraçados em ordem aleatória. Nenhum deles te encanta. Por que? Falta o tão chamado click, aquele jeito especial que ninguém explica. Pode ser o jeito de mexer no cabelo, a forma como ele te olha, que conversa contigo ou até mesmo um jeito secreto que nem o profeta mais sábio percebe, mas que está lá, você pode ver. Entre tantos milhares, talvez um ou outro se salve ao filtro do ‘jeito’, e daí você percebe: é esse que eu quero abraçar e não largar mais, com quem eu quero me enrolar embaixo de cobertores e com quem eu quero dividir todos meus segredos. Baseado no que? Num jeito inexplicável ao resto do mundo.

Martha Medeiros  (via eternismo)

Quem muito se ausenta, um dia deixar de ser saudade e vira só lembranças.

Felicidadeadois.  (via felicidadeadois)

Céu e mar, e uma vodka pra tomar
“Sabe o que me incomoda? Querer ter você aqui do meu lado, e não poder.”
Vai passar, você sabe que vai passar. Talvez não amanhã, mas dentro de uma semana, um mês ou dois, quem sabe?

Caio Fernando Abreu.    (via inconstituida)

Um dia vai dar certo, ah vai. Mas antes disso vai dar tudo errado. Tudo. Você vai se decepcionar com as pessoas que mais gosta. Vai tirar notas ruins mesmo tendo passado a noite estudando. Vai brigar com a sua mãe. Vai cortar o cabelo e achar que ficou horrível. Vai ver o namorado com a sua melhor amiga. Vai perder pessoas que ama. Vai cair de cara no chão. De novo. E de novo. E quando você não tiver mais forças pra se levantar, vai aparecer alguém pra dar a mão e te levantar. É ele. Deu certo.

Tati Bernardi.  (via revejo)