“Nessa vida já sofri demais, chorei demais, apanhei demais, fui otária demais. Porra! Tá na hora dessa minha vida ter uma mudança. Quero chorar só por causa do filme que teve um final feliz ou por algo alegre que me emocionou. Sofrer só por algo importante e não pelo cara que eu amei e ele não me correspondeu. Quero viver! Viver alegre, viver amando, viver sorrindo. Quero dançar mais, beber mais, enlouquecer mais, divertir mais. Ter novos amigos, novos lugares pra ir, novos costumes. Tudo novo nessa nova fase que está por vir. Novos amores… Amores que realmente façam-me feliz. Quero sair e não ter hora pra voltar. Quero beber e fazer as típicas loucuras de bêbados. Quero fazer loucuras sem ter medo das consequências. Quero amar e ser correspondida. Quero comer Mc Donald’s sem me preocupar se vou engordar. Quero ter meu próprio estilo e dizer foda-se para sociedade que só sabe criticar. Quero ver o pôr-do-sol na praia, quero aprender a surfar, quero poder viver perto do mar. Quero tomar banho de chuva e deixar a chuva lavar a minha alma. Quero paz dentro de mim. Quero viajar mais, conhecer mais, aprender mais. Quero recompensar todo esse tempo perdido. Quero ser feliz!”
Home Ask Twitter Instagram Tchau
Não é fácil deixar de lado quando você já colocou como prioridade.

Gramaticas .  (via orgulhador)

Para você, eu era um capítulo. Para mim, você era o livro.

Charles Bukowski   (via orgulhador)

Hoje você disse uma coisa que achei bonita: “você espera demais dos outros porque tem um coração puro, que de tão puro sofre”. É, eu sofro.

Clarissa Corrêa. (via inverbos)

Você já se apaixonou por um sorriso que nunca viu pessoalmente?
Sacanagem esse teu sorriso.😍
Mas to me divertindo, ué. Não é isso que mandam a gente fazer? Quando a gente chora e escreve aquele monte de poesia profunda. Quando a gente se apaixona e tudo mais e enche o saco dos amigos com aquela melação toda. Não fica todo mundo dizendo pra gente parar de tanto drama e se divertir? Poxa, to só obedecendo todo mundo. Não é isso que todo mundo acha super divertido? Beber e fumar, e beber, e fazer sexo sem amor, e beber e fumar e dançar e chegar tarde e envelhecer e não sentir nada? Sabe Zé, no começo doeu não sentir nada. Mas eu consegui. Eu não sinto nada. Nada. Nem pena do mundo eu consigo mais sentir. Minha pureza era linda, Zé, mas ninguém entendia ela, ninguém acolhia ela. Todo mundo só abusava dela. Agora ninguém mais abusa da minha alma pelo simples fato de que eu não tenho mais alma nenhuma. Já era, Zé. É isso que chamam de ser esperto? Nossa, então eu sou uma ninja. Bate aqui no meu peito, Zé? Sentiu o barulho de granito? Quebrou o braço, Zé? Desculpa. Hoje tem risada alta, tem festinha, tem maquiagem e música. O senhor promete que não me julga, Zé? Eu sei que você se atrapalha, liga aqui pra cima e fica até mudo. São tantos nomes, não é? Mas é só fazer que nem eu: chama todo mundo de “o outro”. Todos são outros. Porque o de verdade, Zé, o de verdade não existe. A gente chora, escreve lá umas poesias profundas, chora, mas um dia a gente acorda e descobre que esse aí não existe não. Amanhã é um novo dia. Um novo outro qualquer. Eu queria te dizer que eu sinto muito, Zé. Mas eu não posso te dizer isso porque a verdade é que eu não sinto mais nada. Nadinha, Zé.

Tati Bernardi.  (via regou)

Eu amo te amar, eu amo cada sorriso que consigo de ti arrancar, eu amo cada detalhe do seu rosto, cada detalhe do seu corpo, amo quando você se irrita comigo, amo quando a gente faz as pazes, amo quando me diz coisas fofas e eu só sei que eu quero você e quero te amar, eu quero acordar com você, quero fazer carinho em você, eu quero poder te abraçar, eu só quero poder te ter.

Thay. (via sex-slow)

Quando você tenta o seu melhor, mas não tem sucesso. Quando você consegue o que quer, mas não o que precisa. Quando você se sente cansado, mas não consegue dormir. Quando as lágrimas começam a rolar pelo seu rosto. Quando você perde algo que não pode substituir. Quando você ama alguém, mas é desperdiçado. Pode ser pior?

Coldplay.    (via impreparada)